Depois de 7 anos, Google+ chega ao seu fim

O presidente de Engenharia do Google, Ben Smith, anunciou ontem no blog da ferramenta que o Google+ está com os dias contados. Quer saber o por quê disso? Então confira este post! De acordo com o que foi relatado no blog post oficial, a empresa está passando por um processo de revisão das políticas internas de acesso de dados chamado Project Strobe.

A partir dessa análise, o time responsável pelo aplicativo finalmente compreendeu uma verdade que já estava clara para alguns: o Google+ não é um sucesso entre os usuários — muito pelo contrário.

Os níveis de uso e engajamento do aplicativo são extremamente baixos, cerca de 90% das sessões no Google+ duram menos de 5 segundos.

Fora isso, eles observaram também que todo o conjunto de API’s do Google + eram extremamente desafiadores para serem desenvolvidos e mantidos pela empresa.

Mas isso não é tudo, quer conhecer qual outro motivo que fez desse pronunciamento a mais nova polêmica da web? Então continue com a gente!

Qual a polêmica por trás do fim do Google+?
Apesar das reflexões que foram trazidas pelo Google como as justificativas principais por trás do cancelamento do aplicativo, existe uma ainda mais preocupante: o vazamento de dados de quase meio milhão de usuários.

Por conta de um bug, cerca de 496.951 usuários tiveram seus dados pessoais como: nome, sobrenome, email, idade, gênero e outros expostos desde 2015.

A falha permitia que programadores externos ao software (de apps integrados a ele) tivessem acesso aos dados privados dos perfis.

Tudo isso foi descoberto pelo Google em março deste ano, mas após um reunião da administração, ficou decidido que não seria levado a público de imediato, evitando a ação dos órgãos reguladores que estavam já em alerta com o caso de vazamento de dados do Facebook.

Como será o fim do Google +?
Para tentar tranquilizar os usuários da rede, o Google anunciou também que não foram expostos quaisquer dados de postagens ou mensagens pessoais.

Além disso, quem possui uma conta no Google+ terá até agosto de 2019 para resgatar seus dados e se desconectar por completo do sistema.

Outro ponto que foi comentado no blog post da empresa foi que apenas o Google+ para usuários será desativado, mas não a sua versão corporativa, que aparentemente vêm apresentando melhores resultados.

Fonte: Marketingdeconteudo

FALE CONOSCO